TRANSLATE

17 de setembro de 2017

Brasil - Vargem Grande Paulista/SP - 1 Passeio Ciclístico de Vargem Grande Paulista 12km

















Vargem Grande Paulista/SP - é a primeira vez que vou nessa cidade da área metropolitana de São Paulo. Estava em dúvida de como conseguiria ir nesse passeio ciclístico, pois além de muito longe do Grande ABC, não há transporte público, não é atendido pela rede de trens da CPTM, de ônibus custa uns R$18 da capital para a cidade e os horários não atendem, de bicicleta até dá pra ir pedalando pelo Rodoanel só que tem ocorrido muitos assaltos/roubos a ciclistas na região... como conseguir ir com a bicicleta para a região? 

Teria que ir de bicicleta dobrável no primeiro trem as 4h até a estação Santa Rita de trem CPTM da linha cinza, e após descer da estação ir pedalando por 12km até a Av. Tancredo Neves na cidade de Vargem Grande Paulista para depois começar o passeio ciclístico por mais 12km... poxxaaa...

Ainda hoje, depois de pedalar ainda tinha que trabalhar alugando brinquedos na Bikole... tive um dia cheio... liberei minha filha Melissa para passear com a madrinha e o padrinho... fui almoçar fora com a esposa... mas deu tudo certo... tenho a sensação que não voltarei tão cedo a Vargem Grande Paulista porque não vi atrativos naturais e pontos turísticos que me chame a atenção... nem mesmo rede cicloviária... a cidade tem que evoluir em vários aspectos para eu voltar lá e gastar dinheiro na cidade.

16 de setembro de 2017

Brasil - São Paulo - Shimano Fest Jockey Club



SHIMANO FEST
CAMINHO PARA O EVENTO












SHIMANOFEST2017 - sempre vou ao evento desde a primeira edição... já passou por Santana de Parnaíba-SP, Mogi das Cruzes-SP, Sorocaba-SP e agora São Paulo-SP... por ser a "maior feira do segmento bicicletas na América Latina" pensei que fosse maior, com mais representantes do ciclismo e fornecedores nacionais... pois o Brasil é um país continental e apenas o Eixo Sudeste-Sul não representa a nação na sua totalidade... 

O caminho para o evento dessa vez, fiz integração de modais... bicicleta, trem, metrô, trem, bicicleta pela Ciclovia da Av Dr José Augusto de Queiroz... percurso de 2 horas e 30 minutos aproximadamente... foi um dia muito corrido para mim... deixei os equipamentos da empresa alugados de manhã... levei a esposa para trabalhar de manhã as 8h... fui com minha filha Melissa para a ShimanoFest e cheguei no evento as 10:30am... fiquei lá umas 2 horas no evento... em casa as 16h... as 17h já estava trabalhando... e as 19h fui passear com a família... powww nem deu pra postar as fotos e relatos direito... risos... agora as 22h ainda trabalhando hoje..

A mobilidade e deslocamento até o evento muito ruim... muitos flanelinhas... portão de acesso mais próximo da marginal pinheiros fechado com uma towner de hot-dog R$5... tivemos que dar a maior volta pela ciclovia até chegar no outro portão de acesso do evento... muitíssimo perigoso esse trecho da estação CPTM de trem Cidade Jardim até o Jockey Club local do evento... simplesmente 5 alças de acesso à marginal pinheiros sem nenhum semáforo e veículos rodando muito rápido acima do limite de velocidade...


EVENTO SHIMANOFEST



ESCOLA DE BICICLETA
CICLOBR





ESCOLA DE BICICLETA
ITAÚ












ESPAÇOS TEMÁTICOS DA FEIRA
EXPOSITORES...





bicicletas dobráveis Blitz

bicicletas dobráveis Blitz






bicicleta dobrável Dahon + Alforges Ortilieb

bicicletas dobráveis Durban

bicicletas dobráveis Durban


bicicleta dobrável TitoBikes


InstaBike a bicicleta mais legal,
que mais gostei no evento... fotos de qualidade
com impressão instantânea (lamblamb)



bicicleta dobrável Sense

















Percebo a cada ano que o evento fica mais elitizado (ou estaria eu cada ano mais pobre?!) e com menos empresas em quantidade e qualidade... tenho a sensação que quando o expositor percebe que trata-se apenas de atendimento à pessoa física e não jurídica o tratamento é diferente pois todos são orientados para resultados e vendas... mas tudo bem... isso funciona assim e não vai mudar por causa do meu ponto de vista...

Apenas mais do mesmo na feira... pouquíssimos expositores de bicicletas dobráveis... nenhuma cargo bike... um foco muito grande em bicicletas de velocidade speed e bicicletas mountain bike... ou seja o que vende e paga a conta no fim do mês... cicloturismo então nem pensar risos...  alguns pontos de venda de alforges e malabikes... mas nada que entusiasme... de cicloturismo apenas venda de guias, livros, pacotes de viagens disfarçados de roteiros mapeados/guiados... tudo se tornou negócio...

Pasme... na praça de alimentação cada Foodtruck/Foodbike tinha uma taxa de participação do evento de aproximadamente R$1.200,00 para os 4 dias de evento... um absurdo... mais de 20 foodtrucks e apenas 3 foodbikes num evento de bicicletas!!! Fora que a organização ainda recebe 15% de todos os alimentos vendidos!!!!!... mellldelllllzzzzzzzzzssssss... como promover a bicicleta dessa forma?! Há centenas de foodbikes em SP que gostariam de participar do evento e realmente acrescentar para que o segmento cresça... qualquer refeição não sai por menos de R$25 no local!!!... eu gastei R$40 pois pedi uma refeição de dividi com minha filha de 4 aninhos... um escondidinho de carne seca com 1 garrafa de água e 1 cocacola em lata...

Outro fato importante... as ONGs ligadas a bicicleta/mobilidade devem sim promover a bicicleta... mas não utilizar os patrocínios dos bancos, benefícios, entre outra infinidade de vantagens para praticar concorrência desleal com as empresas privadas que atuam no segmento bicicleta!!! 

PARE E PENSE:

Tem ONGs com patrocínio de Banco abrindo BICICLETARIA à 50 metros de uma BICICLETARIA CONSTITUÍDA DA INICIATIVA PRIVADA EM SP...

Tem ONGs que olham os projetos já existentes e copiam com outra embalagem e outro nome apenas para justificar os valores recebidos de patrocínios de bancos... 

Tem ONGs que tem como capital humano voluntários sem custo algum com salários/encargos fazendo o mesmo trabalho de empresas privadas que pagam todos os impostos e empregam pessoas....

Tem muita gestão/administração de ONGs justificando gastos de viagens de turismo/cicloturismo mostrando que está participando de "eventos, feiras, movimentos" junto a bicicleta apenas para viajar as custas do dinheiro público/privado... viajando com dinheiro dos outros justificando os gastos dentro da lei, mas de forma imoral encontrando brechas legais para justificar os gastos de viagens curtindo a vida sem fim com capital de terceiros...

Por essas e outras que a gente acaba se afastando de ONGs... sem falar que sempre existe uma tendência política na administração da grande maioria das ONGs que sempre tentam promover movimentos sociais em prol da bike mas ajudando partido A B ou C engordando movimentos sociais de esquerda ou direita... e pior com um objetivo político principal escondido com o discurso das bicicletas...

SERÁ QUE VALE A PENA VOCÊ, EU E TODOS OS CICLISTAS SE DEDICAREM AO SISTEMA OU CRIAR UMA FORMA PRÓPRIA DE SER ÚTIL PARA A SOCIEDADE?!

Enfim... houve também muitas coisas legais no evento, lançamentos, tecnologias lançadas com defasagem no Brasil, a instabike gostei muito do lamblamb... das 3 foodbikes gostei sim... rever os amigos....

A GENTE TEM QUE SEPARAR QUEM TEM O DISCURSO DE PROMOVER A BICICLETA APENAS PARA GANHAR DINHEIRO... DAS PESSOAS QUE REALMENTE PROMOVEM A BICICLETA TRABALHANDO E POR CONSEQUÊNCIA GANHAM DINHEIRO!






LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...